Autor: Moacyr Scliar

Editora: L&PM

 

'' Palavras. São tudo, para quem escreve. Ou quase tudo. Como a serra, o martelo, a plaina, a madeira, a cola e os pregos para o marceneiro; como a colher, o prumo, os tijolos e argamassa para o pedreiro; como a fazenda, a linha, a tesoura e agulha para o alfaiate. Estou falando em instrumento de trabalho, porque leitura nem sempre parece trabalho. Há uma história sempre contando história, sobre um escritor e seu vizinho, o vizinho olha o escritor que estava sentado, quieto, no jardim, e perguntava: Descansando, senhor escritor: Ao que o escritor respondia: Não trabalhando. Daí  a pouco o vizinho via o escritor mexendo na terra, cuidando das plantas: Trabalhando? Não, respondia o escrito, descansando. As aparência enganam; enganam até o próprio escritor.''

 

Minha mãe não dorme enquanto eu não chegar

R$ 9,90Preço